Home » Arquitetura, CAU/BR, CAU/MG, Entidades, Eventos, Notícias, Notícias Recentes, Urbanismo » CAU/MG promove debate sobre a relação das mulheres com a profissão e as cidades

CAU/MG promove debate sobre a relação das mulheres com a profissão e as cidades

Mulheres que atuam no mercado da arquitetura e urbanismo e representam as entidades dos profissionais, promoveram uma rica troca de experiências DELAS

Em março o CAU/MG e o Colegiado de Entidades dos Arquitetos e Urbanistas – CEAU, promoveu sua primeira live do ano e desta gestão. Em celebração ao mês das mulheres, a presidente do CAU/MG, Edwiges Leal, convidou para um bate-papo virtual as arquitetas e urbanistas Fernanda Basques, presidente da AsBEA-MG, Iracema Bhering, presidente do IAB-MG, e Marimar Poblet, diretora do Sinarq-MG para abordar o lugar das mulheres na arquitetura e urbanismo, sob os pontos de vista empreendedor, profissional e trabalhista. Além de voltar os olhares sobre a relação delas com os centros urbanos, da necessidade de um planejamento inclusivo, que traga segurança e conforto a todas, para que possam vivenciar a cidade plenamente. 

Um debate sobre a inequidade de gênero que extrapola os limites da profissão e que mostra como ele precisa ser levado para outras instâncias da sociedade. E você pode conferir o evento na íntegra, por meio do player abaixo ou no canal do Youtube do CAU/MG.

 

 

Diagnóstico sobre a inequidade

No início do evento é apresentado o diagnóstico da Comissão de Equidade de Gênero do CAU/BR, com uma pesquisa sobre a situação das mulheres que atuam na arquitetura e urbanismo no Brasil. O levamentamento expõe os níveis de inequidade de gênero no que diz respeito a raça, aos obstáculos em conciliar maternidade e trabalho, ao assédio, dentre outras dificuldades que as mulheres encontram quando inseridas no mercado de trabalho, em níveis maiores quando comparados aos homens.

Os dados deste, apesar de não surpreenderem, pois se assemelham ao retrato da desigualdade de gênero que caracteriza a sociedade brasileira, sinalizam a urgência de se efetivar políticas e ações que primem pela igualdade em todas as instâncias da Arquitetura e Urbanismo.

Você pode conferir o diagnóstico completo, além de diversos materiais voltados para o tema, clicando no link abaixo.

www.caubr.gov.br/equidade

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *