Home » Arquitetura, Entidades, Eventos, Notícias, Patrimonio » ArquiMemória 5 comemorará os 80 anos do IPHAN

ArquiMemória 5 comemorará os 80 anos do IPHAN

O evento é considerado o principal encontro do segmento de preservação do patrimônio edificado do Brasil

ArquiMemória

A quinta edição do encontro internacional ArquiMemória será realizada entre os dias 27 de novembro e 1 de dezembro de 2017, em Salvador, Bahia. O tema do evento será “o global, o nacional e o local na preservação do patrimônio”, fazendo referência as discussões que serão realizadas durante o 27º Congresso Mundial de Arquitetura, que será realizado em 2020 no Rio de Janeiro (RIO.2020). O evento celebrará os 80 anos de institucionalização da política de preservação do patrimônio cultural no Brasil, a partir da criação do atual IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).  E também os 50 anos de criação do atual IPAC (Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural) da Bahia.

Aqueles que se inscreverem até 1 de setembro pagarão um preço especial. Os profissionais registrados no CAU, os associados do IAB e estudantes de graduação e pós-graduação têm direito a um desconto exclusivo. Para obter o desconto reservado aos arquitetos registrados no CAU, o interessado deverá enviar para o e-mail arquimemoria5@gmail.com, no ato da inscrição, cópia de declaração de regularidade com o CAU. Veja mais detalhes no site oficial do evento.

Estrutura do evento

A estrutura do ArquiMemória vai contar com, mesas redondas, sessões de comunicações temáticas, exposições de projetos, além de conferências de profissionais, pesquisadores, gestores públicos da área de preservação do patrimônio edificado vindo de sete países como Alemanha, Argentina, Brasil, Chile, Equador, Itália e México. Todo o conteúdo será traduzido para o português, espanhol e inglês.

O evento é realizado pelo Instituto de Arquitetos do Brasil, departamento Bahia (IAB-BA), juntamente com o Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo (PPG-AU) e o Mestrado Profissional em Conservação e Restauração de Monumentos e Núcleos Históricos (MP-CECRE), ambos vinculados à Faculdade de Arquitetura da Universidade Federal da Bahia (FAUFBA).

O arquiteto e urbanista Nivaldo Vieira de Andrade Júnior (IAB-BA/ PPG-AU/ FAU-BA/ICOMOS Brasil) é responsável pela coordenação  geral do encontro, segundo ele “a atualidade e pertinência do tema é reforçada pela recente divulgação do resultado do Prêmio Pritzker 2017, atribuído aos arquitetos espanhóis Rafael Aranda, Carme Pigem e Ramon Vilalta. No seu parecer, o júri do Prêmio registrou que “o que os destaca é a sua abordagem, que cria edifícios e lugares que são, ao mesmo tempo, locais e universais” e que sua obra “nos ajuda a ver, da forma mais bela e poética, que a resposta à questão [da globalização] não é ‘isso ou aquilo’, e que nós  podemos, pelos menos na arquitetura, almejar ambos; nossas raízes firmemente ancoradas no lugar e nossos braços estendidos, abraçando o resto do mundo.”

CONFERENCISTAS CONVIDADOS

Andrea Bruno

Arquiteto italiano, consultor da Unesco em Restauração e Conservação do Patrimônio Histórico e Cultural desde 1974,  realizou numerosas missões oficiais, especialmente no Oriente Médio e no norte da África.

Arquiteto Italiano Andrea Bruno (Foto: Divulgação)

Alexander Schwarz

Arquiteto, sócio e diretor de projetos do David Chipperfield Architects que possui escritórios em Londres, Berlim, Milão e Shangai. Alexander também é professor da Universität Stuttgart, na Alemanha.

ArquiMemória

Alexander Schwarz (Foto: Divulgação)

Marco Dezzi Bardeschi

Professor Catedrático de Restauro Arquitetônico da Faculdade de Arquitetura do Politecnico di Milano. Arquiteto e engenheiro, também é autor de diversos livros sobre restauração.

ArquiMemória

Marco Dezzi Bardeschi (Foto: Divulgação)

Ramón Gutiérrez

Arquiteto e autor de dezenas de livros sobre história da arquitetura latino-americana e preservação do patrimônio e consultor da Unesco.

ArquiMemória

Ramón Gutiérrez (Foto: Divulgação)

Al Borde

Atualmente formado por Barragán, Gangotena, Marialuisa Borja e Esteban Benavides, o grupo já recebeu diversos prêmios e reconhecimentos como Prêmio de Projeto do Ano do Museu de Design de Londres (2015) e Prêmio Global para Arquitetura Sustentável, da LOCUS Foundation, em Paris (2013).

ArquiMemória

Al Borde Arquitectos (Foto: Divulgação)

Maurício Rocha

Arquiteto mexicano. Seu escritório desenvolveu vários projetos de intervenção em edifícios preexistentes de valor cultural como, restauro e requalificação do Convento de San Pablo de Oaxaca em Centro Acadêmico e Cultural (2012), premiada na IX Bienal Ibero-Americana de Arquitetura e Urbanismo (2014).

ArquiMemória

Maurício Rocha (Foto: Divulgação)

 

José de Nordenflycht Concha

Historiador da Arte, Mestre em História e Doutor em História da Arte, é professor da Faculdade de Arte da Universidad de Playa Ancha, em Valparaíso, Chile.

ArquiMemória

José de Nordenflycht Concha (Foto: Divulgação)

Paulo Ormindo de Azevedo

Arquiteto e urbanista, Doutor em Conservação e Restauração de Monumentos pela Università di Roma “La Sapienza” e Professor titular aposentado da Universidade Federal da Bahia.

ArquiMemória

Paulo Ormindo de Azevedo (Foto: Fernando Amorim)

Piratininga Arquitetos

Escritório fundado em São Paulo em 1984. Desenvolveu diversos projetos de intervenção em edifícios de valor cultural na cidade, dentre eles a Galeria Luciana Brito (2016), instalada na residência Castor Delgado Perez, projetada por Rino Levi nos anos 1950.

ArquiMemória

Piratininga Arquitetos (Foto: Divulgação)

Ulpiano Toledo Bezerra de Menezes (a confirmar)

Doutor em Arqueologia Clássica pela Université de Paris, livre docente e professor emérito da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo.

ArquiMemória

Ulpiano Toledo Bezerra de Menezes (Foto: Divulgação)

Eventos anteriores

O ArquiMemória 5 é a continuação de uma série de eventos promovidos pelo IAB desde a década de 1980. O primeiro aconteceu em São Paulo no ano de 1981, seguido por Belo Horizonte em 1987. Em junho de 2008, o IAB convocou novamente profissionais e pesquisadores ligados a preservação do patrimônio arquitetônico e urbanístico e promoveu o ArquiMemória 3, reunindo em Salvador, mais de 600 pessoas de todas as regiões do Brasil e de países da América e Europa.

Em maio de 2013 aconteceu a quarta edição do ArquiMemória, desta vez assumindo um caráter efetivamente internacional. O encontro reuniu mais de 700 profissionais e pesquisadores do Brasil e de 14 outros países, se tornando o principal encontro sobre preservação do patrimônio edificado do país.

Via CAU/BR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *