Home » CAU/MG » Atendimento, CAU/BR, Destaques, Notícias » SICCAU: Comunicados do CAU/BR aos arquitetos e urbanistas

SICCAU: Comunicados do CAU/BR aos arquitetos e urbanistas

Esclarecimentos sobre a instabilidade do sistema e informações sobre os avanços nas correções

 

Boletim 2 – De 14 de setembro de 2020

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR) informa que a equipe técnica do Centro de Serviços Compartilhados segue atuando nas últimas correções dos problemas ocorridos, a partir do dia 08/09, no SICCAU (Sistema de Informação e Comunicação do CAU).

No fim-de-semana foram focados o RRT Retificador e a diminuição das intermitências no cadastramento de RRT e geração de boletos. A partir de 14/09 novos ajustes serão feitos em continuidade às ações desenvolvidas na semana passada, entre elas a minimização da lentidão do sistema. A lentidão impactava várias funcionalidades introduzidas no SICCAU em atendimento às novas regras ditadas pela Resolução No. 184/2019.

Alguns resultados das correções podem ser traduzidos em números. No sábado (12/09) foram cadastrados no SICCAU 1111 RRTs, e no domingo (13/09), até 22 horas, outros 1070 RRTs. Essas quantidades são maiores que as registradas normalmente nos fins-de-semana recentes como os dias 29/08 e 30/08.

Outra estatística mais ampla mostra que entre os dias 08/09 (terça) e 13/09 (domingo, até 22 horas), o SICCAU totalizou 20.184 cadastros de RRT, contra 22.933 realizados entre 25/08 (terça) e 30/08 (domingo), período anterior às mudanças. Ou seja, a queda geral de registros não ultrapassou os 12% por cento, sem contar que os números não cobrem todo o dia 13/09.

Utilizamos o comparativo terça-domingo, em ambos os casos, para expurgar o dia 07/09, uma segunda-feira, feriado nacional, quando o SICCAU estava fora do ar justamente para possibilitar a introdução da mudança das regras.

 

(*) Números de 13/09 atualizados apenas até 22 horas

 

A Resolução CAU/BR No. 184/2019, fruto do trabalho da Comissão de Exercício Profissional, foi aprovada na 96a. Reunião Plenária Ordinária, após ser submetida previamente a  Consulta Pública por um mês.

Como previsto na Resolução No. 190/2020 a implementação das novas regras está sendo feita de forma escalonada.  

Com as mudanças normalizadas, os profissionais poderão usufruir dos benefícios trazidos pela Resolução No. 184/2019, como possibilidade de agrupamento de atividades, menor custo de registro e isenções de multas.

O CAU/BR renova o pedido de desculpas pelo ocorrido.

Aguarde novos comunicados.

Fonte: CAU/BR

 

Boletim 1 – De 11 de setembro de 2020

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR) presta esclarecimentos sobre os problemas que geraram instabilidade do SICCAU (Sistema de Informação e Comunicação do CAU) desde o dia 08/09/20; informa os avanços obtidos até a noite de sexta-feira, dia 11/09, objetivando o retorno à normalidade; e relata o que está sendo feito pela equipe técnica nesse final de semana.

O que aconteceu?

Como informado previamente, entre os dias 05 e 07 de setembro o SICCAU ficou fora do ar para passar por uma manutenção programada. O objetivo foi dar continuidade à implantação de nova plataforma necessária para a implementação de diversas funcionalidades estabelecidas pela Resolução CAU/BR No. 184/2019, que dispõe sobre novas regras para o RRT e para a emissão de CAT-A. Mais especificamente tratam-se de funcionalidades que envolvem os formulários de RRT Simples, Múltiplo Mensal e Mínimo.

O prazo estabelecido para as mudanças foi o mês de setembro. Por esse motivo, foi utilizado o feriado prolongado para a execução das tarefas. Após concluídas, foram feitos todos os testes necessários e o SICCAU voltou ao ar na noite do dia 07/09.

No dia 08/09, com o início da utilização dos serviços pelos profissionais, verificou-se uma inesperada sobrecarga da infraestrutura do SICCAU causada pela nova plataforma.

 

O que foi feito?

Verificado o problema, a equipe técnica do Centro de Serviços Compartilhados (CSC) atuou na revisão da estrutura alocada e intensificou o monitoramento para os ajustes do novo sistema.

Em alguns momentos foi necessário tirar o SICCAU de operação para a aplicação das correções, em especial quanto a lentidão do sistema. A lentidão impactava funcionalidades como cadastro e visualização de RRTs, geração de boletos e outras.

Entre as correções feitas, uma possibilitou um melhor tempo de resposta nas consultas ao banco de dados, que estavam levando muito tempo.

Foram incrementados os níveis de recursos alocados na infraestrutura para viabilizar maior capacidade de processamento.

Também foram atualizadas as referências para preenchimento de endereços, que utilizam base de dados dos Correios.

 

O que falta corrigir?

A partir da tarde de sexta-feira, dia 11/09, já foi possível constatar uma melhor performance do SICCAU.

A equipe técnica segue trabalhando no fim-de-semana com objetivo de avançar nas melhorias para garantir o mais pronto restabelecimento pleno do SICCAU.

Uma das correções que faltam é o retorno da disponibilização do RRT Retificador. Outra é acabar com as intermitências na geração de boletos.

O CAU/BR mais uma vez pede desculpas pelo ocorrido.

Com as mudanças normalizadas, os profissionais poderão usufruir dos benefícios trazidos pela Resolução No. 184/2019, como possibilidade de agrupamento de atividades, menor custo de registro e isenções de multas.

Novos boletins informativos serão editados até segunda-feira para dar conta dos avanços alcançados.

Fonte: CAU/BR

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove + onze =