Entrevistas

Presidente do CAU/MG marca presença no Vale do Aço ao Mucuri

O “Projeto Rotas” e “CAU nas Escolas” levaram recentemente a presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Minas Gerais – CAU/MG, Vera Carneiro de Araújo, aos Territórios Vale do Aço, Vale do Rio Doce e Mucuri. Entre os dias 15 a 17 de junho, foram realizadas visitas aos municípios de Coronel Fabriciano, Ipatinga, Governador Valadares e Teófilo Otoni.

As viagens realizadas pela presidente tem o objetivo de aproximar o Conselho e os profissionais, gestores e comunidade da região, tirando dúvidas e tratando de atribuições dos arquitetos e urbanistas. Vera Carneiro participou de reuniões institucionais nas prefeituras municipais e na Agência de Desenvolvimento da Região Metropolitana do Vale do Aço – ARMVA – tratando sobre a vigência da Resolução nº51 do CAU/BR no âmbito de Minas Gerais.

Além das reuniões, ocorreram palestras em instituições de ensino locais abertas aos profissionais da região e demais interessados. E, no decorrer das visitas, também foram realizadas diligências pela fiscalização do CAU/MG.

Confira abaixo o depoimento da presidente Vera Carneiro sobre os propósitos dos projetos do CAU/MG em andamento (Projeto Rotas e CAU nas Escolas):

Qual é a importância do CAU estar visitando as prefeituras municipais?

Vera – a visita às prefeituras tem como objetivo informar sobre a existência do Conselho de Arquitetura e Urbanismo, esclarecer sobre a área de atuação do arquiteto urbanista e a necessidade que tem as prefeituras e as cidades de contar com o arquiteto e urbanista nos trabalhos referentes as suas atribuições profissionais.

Qual é a importância de estar envolvendo os alunos, os estudantes e os recém-formados com relação ao projeto CAU nas escolas?

Vera – o CAU nas escolas ele tem como objetivo a aproximação do conselho com os futuros profissionais. A partir do momento que eles têm conhecimento das suas atribuições, podem direcionar melhor seu curso, de forma a usufruir dos conhecimentos que os estágios possam ajuda-los no fortalecimento das atividades de arquitetura e urbanismo. E, importante também, é mostrar que o Conselho está aí, que está a disposição com todas as legislações pertinentes a arquitetura e urbanismo e está orientando quais são os instrumentos que o profissional terá acesso quando entrar na vida profissional. A informação a respeito de que a escola qualifica, mas não os habilita a trabalhar. Quem os habilita ao exercício da profissão é o registro do profissional no Conselho de Arquitetura e Urbanismo.

Com relação aos projetos em andamento, qual é o maior ganho da aproximação do conselho com os profissionais?

Vera – os esclarecimentos de todas as ações do conselho, das atribuições, da área de atuação, dos instrumentos que o CAU preparou que é a tabela de honorários, o código de ética. Vai ajudar o profissional no desenvolvimento de seu trabalho e de maneira a buscar a valorização da arquitetura e urbanismo.

Aponte um momento marcante nessa rota realizada.

Vera – o carinho dos estudantes comigo. O agradecimento, isso foi muito bom. É gostoso demais o agradecimento.

 

Confira fotos da viagem:

Projeto Rotas / CAU nas Escolas - Junho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS

CAU/MG

CAU/MG reúne-se com CET/MG em busca da inclusão de arquitetos em nova portaria de vistorias do DETRAN

Notícias

Atendimento presencial reduzido na sede de 15 a 29/05

Atendimento

CAU/MG aprimora atendimento telefônico com linha única e novo sistema

Pular para o conteúdo