Home » Arquitetura, Licitação, Notícias, Patrimonio » Patrimônio: Restauro do Museu Mariano Procópio em Juiz de Fora

Patrimônio: Restauro do Museu Mariano Procópio em Juiz de Fora

Os arquitetos envolvidos analisaram a importância do investimento na preservação do patrimônio histórico.

 

Villa Ferreira Lage começou a ser construída em 1861 por Mariano Procópio (Foto: Roberta Oliveira/G1)

O restauro e a manutenção de patrimônios que representam a cultura do nosso país são trabalhos que precisam ser evidenciados. Como o caso do Museu Mariano Procópio, mais conhecido como Castelinho, na Villa em Juiz de Fora, passou por uma manutenção realizada nos mínimos detalhes. A instituição completou seu aniversário de 98 anos, em 23 de junho, comemorando o primeiro mês do restauro. Uma equipe especializada atua no imóvel, que começou a ser construído há 158 anos para ser a chácara da família Ferreira Lage.

O G1 visitou o local onde 26 funcionários da Concrejato Serviços Técnicos de Engenharia S/A, que venceu a licitação, realizam desde 22 de maio intervenções no Torreão, Sala de Música, Sala de Visitas, Sala 1 e em serviços de restauração dos forros, rodapés, assoalhos e descidas de água. 

O patrocínio da obra é da MRS Logística, no valor total de R$1.190.162,85, disponibilizado através da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet). “Viabilizar a reabertura do Museu para a comunidade permite que as novas gerações conheçam um pouco mais da história do nosso país e sejam incentivadas a preservar nossos bens tombados”, destacou a analista de relações institucionais da empresa, Tathiane Miranda.

O prefeito Antônio Almas (PSDB) analisou a importância para a cidade desta ação. A expectativa é que esta etapa seja concluída até setembro. Desta forma, 85% do prédio histórico – que estava em situação preocupante no início das obras na instituição – estarão recuperados.

“Após a conclusão desta etapa, técnicos especializados deverão realizar estudos e pesquisas para verificação das intervenções faltantes. Não é possível, neste momento, apontar o montante de recursos necessários para finalização das obras de restauro”, ressaltou o prefeito.

Para entender melhor a importância do processo de restauração e a história desse patrimônio pra o povo de Juiz de Fora,  veja a reportagem completa no G1.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *