Home » Arquitetura, CAU/BR, Entidades, Notícias, ONU - ODS, UIA » Conselheiros da Capital Mundial da Arquitetura tomam posse

Conselheiros da Capital Mundial da Arquitetura tomam posse

O grupo será responsável por propor iniciativas e coordenar a agendar de atividades do próximo ano.

Foto: Mariana Ramos/Prefeitura Rio

Os integrantes do Conselho Rio 2020 Capital Mundial da Arquitetura tomaram posse, na terça-feira (10), em cerimônia realizada do Palácio da Cidade. O grupo será responsável por propor iniciativas e coordenar a agenda de atividades do próximo ano, quando o Rio receberá o 27° Congresso Mundial de Arquitetos (UIA2020RIO).

O Conselho é formado por entidades internacionais e nacionais como UNESCO, União Internacional de Arquitetos (UIA), Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR), Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio de Janeiro (CAU/RJ), entre outros representantes dos governos federal, estadual e municipal. Ao todo, são 31 integrantes.

Para Jeferson Salazar, presidente do CAU/RJ, a formação do Conselho Rio 2020 é uma estratégia importante para o ano que vem. “O conselho é importante do ponto de vista estratégico para organizar os eventos comemorativos de 2020. Pelo menos no Rio de Janeiro, será um grande aliado na comemoração dos 10 anos do sistema autárquico CAU, já que teremos atividades de arquitetura ao longo do ano todo. O nosso principal desafio, então, é trazer para a sociedade a reflexão de que vivemos e respiramos arquitetura e urbanismo todos os dias. Precisamos tornar esse tema um assunto vivo nas escolas, nas ruas, nas esquinas, nas praças e, principalmente, na casa das pessoas”, afirmou Jeferson.

A outorga do título inédito de Capital Mundial da Arquitetura à cidade do Rio de Janeiro foi comemorada pelo presidente do CAU/BR, Luciano Guimarães. Na ocasião, ele também destacou a importância e as responsabilidades da honraria. “A nomeação amplia o espaço de debates democráticos de agendas fundamentais para o futuro na humanidade. Uma delas são os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, que busca tornar cidades e assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis. A outra é a Nova Agenda Urbana, que tem como lema ‘Ninguém será deixado para trás’. O objetivo é um desenvolvimento social, ambiental e econômico sustentável”, comentou Luciano.

O Rio de Janeiro é a primeira cidade a receber o título de Capital Mundial da Arquitetura. Ao longo de todo o ano de 2020, a cidade será palco de eventos e atividades voltados para arquitetura e urbanismo, a começar com a tradicional queima de fogos da Praia de Copacabana, desfile das escolas de samba, Congresso Mundial de Arquitetos e Fórum das Cidades.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.