Home » Arquitetura, CAU/BR, Fiscalização, Notícias » Comissão do CAU/BR vai regular fiscalização de projetos oferecidos pela internet

Comissão do CAU/BR vai regular fiscalização de projetos oferecidos pela internet

Demanda de fiscalização de projetos surgiu de denúncias no SICCAU e na Ouvidoria; intenção é proteger sociedade de maus profissionais

A Comissão de Exercício Profissional do CAU/BR (CEP) vai trabalhar em uma regulamentação para a fiscalização de projetos de Arquitetura e Urbanismo vendidos pela internet. “Nossa intenção não é coibir a oferta, mas discipliná-la e dar mais segurança ao cidadão e ao bom profissional”, explica o coordenador-adjunto da Comissão, Ricardo Fonseca. O assunto foi discutido na primeira reunião do ano da CEP-CAU/BR, nessa quinta (1º/2) e sexta-feira (2/2).

De acordo com Ricardo, a demanda para tornar mais efetiva a fiscalização da oferta de serviços pela internet veio diretamente dos profissionais. “Recebemos uma série de denúncias pelo SICCAU e pela Ouvidoria e constatamos preços muito abaixo do mercado, projetos sendo vendidos sem estudos de terreno, sem avaliação das normas locais – e o pior: sem a garantia de que quem oferece os serviços é arquiteto e urbanista. Isso tudo tem o potencial para transformar o sonho do cliente em pesadelo”, explica o coordenador-adjunto.

fiscalização de projetos

Comissão de Exercício Profissional (2018): Ricardo Fonseca (coordenador-adjunto), Lana Jubé (coordenadora), Werner Albuquerque (suplente), Laís Maia (servidora do CAU/BR), Cláudia Quaresma (servidora do CAU/BR), Josemée Gomes e Fernando Oliveira (Foto: Emerson Fonseca Fraga – CAU/BR)

Guia de Atividades Técnicas

Em 2018, CEP quer também elaborar de um guia de atividades técnicas dos arquitetos e urbanistas, para ajudar servidores do CAU e profissionais a entenderem melhor quais são as atribuições privativas e as atribuições compartilhadas – definidas pelas Resoluções 21 (clique para acessar) e 51 (clique para acessar).

“A gente percebe que há dúvidas e muitos RRTs preenchidos com determinada atividade, mas com a descrição conflitante. Queremos deixar claro quais são as atividades e no que consistem”, explica o coordenador-adjunto.

Padronização de multas

A CEP-CAU/BR também incluiu na pauta de trabalho já na primeira reunião o estudo de uma resolução para padronizar a “dosimetria” e o cálculo de multas em todo o país. “Queremos dar mais segurança aos fiscais e aos CAU/UF na aplicação das multas – para que seja aplicado o mesmo padrão com segurança em todos os estados”, afirma Ricardo.

Um dos desafios contínuos da Comissão é justamente a aplicação das normas profissionais com igualdade em todo o território nacional. “Com essa finalidade, vamos aprimorar as resoluções e realizar duas oficinais de capacitação de fiscais neste ano – uma em julho e uma em outubro. Vamos tratar das alterações feitas nas normas do CAU e da aplicação correta das resoluções”.

A segunda reunião do ano da Comissão de Exercício Profissional está marcada para os dias 8 e 9 de março.

Via CAU/BR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *