Home » CAU/MG, Eleições, Notícias, Notícias Recentes » CAU/MG debate propostas em reunião com candidatos às Eleições Municipais

CAU/MG debate propostas em reunião com candidatos às Eleições Municipais

Presidentes e representantes de Conselhos Profissionais reuniram-se com João Vitor Xavier e Leonardo Bortoletto

candidatos às Eleições Municipais

Na última sexta-feira, dia 30 de outubro, o grupo Conselhos e Ordens Profissionais de Minas Gerais – COP-MG, que contou com a participação do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Minas Gerais – CAU/MG, convidou todos os candidatos a prefeito e vice-prefeito nas Eleições Municipais 2020 de Belo Horizonte para um debate sobre propostas para a cidade nas diversas áreas de atuação profissional. Na ocasião foram debatidos temas voltados para a saúde, educação, gestão, construção civil e urbanismo.

Os primeiros a aceitar o convite foram os candidatos às eleições municipais João Vitor Xavier, para prefeito, e Leonardo Bortoletto, para vice-prefeito. A reunião ocorreu no dia 30/10, com a presença de representantes do Conselho Regional de Administração de Minas Gerais – CRA-MG, representado pela chefe de gabinete Ana Rita Vieira, do Conselho Regional de Biblioteconomia da 6ª Região – CRB6-MG/ES, representado pelo assistente de diretoria Mário Diógenes, do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais – Crea-MG, representado pelo assessor da presidência Marcos Túlio de Melo, do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 4ª Região – CREFITO4-MG, na pessoa do presidente Anderson Coelho, do Conselho Regional de Técnicos em Radiologia – CRTF 3ª Região, na pessoa do presidente Luciano Monteiro, e do presidente do CAU/MG, o arq. urb. Danilo Batista.

O presidente Danilo Batista falou da importância dos arquitetos e urbanistas nos processos de gestão das cidades. Também comentou sobre as dificuldades que os profissionais estão enfrentando nas aprovações de projetos na Prefeitura de Belo Horizonte – PBH, onde há interpretações divergentes sobre aspectos da Lei 11.181/2019, que aprovou o Plano Diretor de Belo Horizonte, após sua entrada em vigor em 05 de fevereiro do presente ano. Há uma insegurança dos arquitetos e urbanistas perante os entendimentos dos examinadores da PBH, uma vez que as interpretações sobre os aspectos da lei não estão consolidadas. O diálogo com a PBH precisar melhorar muito. Na sua opinião as diretrizes gerais do atual Plano Diretor em vigor são boas, mas o excesso de regulamentação tolhe, em muito, o pleno exercício da Arquitetura e Urbanismo, que se vê limitada a repetir soluções para atender regras, prejudicado propostas inovadoras para a cidade. Salientou, ainda, que acredita em planos diretores mais modernos, com diretrizes principais, sem tantos regramentos, de forma a permitir que os arquitetos e urbanistas proponham soluções criativas, inovadoras e que tornem as cidades melhores. Concluiu dizendo que os planos diretores têm sido muito focados nas intervenções dos lotes privados, faltando propostas de intervenção pública em termos urbanísticos que, realmente, poderiam levar Belo Horizonte a ser uma cidade mais densa, com menos problemas de mobilidade e com espaços de uso misto, estando 24h ativa, desenvolvendo a economia e melhorando a segurança.

As eleições municipais acontecem no dia 15 de novembro de 2020, domingo, com um segundo turno marcado para 29 de novembro, domingo. Saiba mais informações sobre o processo eleitoral no site do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerasi – TRE-MG.

candidatos às Eleições Municipais

Membros do COP-MG com os candidatos às Eleições Municipais, João Vitor Xavier e Leonardo Bortoletto.

 

Carta das entidades de arquitetura para os candidatos

Ao mesmo tempo em que os partidos políticos realizam as convenções para a escolha de seus candidatos nas eleições municipais de 2020, agendadas para novembro, o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil e demais entidades representantes do setor lançam a “Carta-Aberta à Sociedade e aos (às) Candidatos (as) nas Eleições Municipais de 2020 – Um projeto de cidades pós-pandemia”.

Clique aqui e leia a carta com suas propostas na íntegra.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze + sete =